Como Lutamos

Schermata 12-2456641 alle 22.40.09

Por acreditarmos na importância da construção participativa e na gestão democrática da cidade, participamos ativamente de todos os debates sobre o desenvolvimento habitacional da cidade: Plano Diretor, Gestão das ZEIS, etc. Participamos e trazemos propostas para solucionar problemas urbanos.

Para pressionar os governantes e agilizar o processo, são OCUPADOS prédios que estão a muitos anos abandonados. Ou seja, sem função social, e que têm dividas com o Estado e município: IPTU, contas de água luz etc.

Os ocupantes são famílias de baixa renda e de boa fé que lutam pelo direito a uma moradia digna no centro da cidade, próxima ao trabalho, ao lazer, saúde, cultura…

Advogados, pedagogos, professores e demais pessoas qualificadas também moram nas ocupações, e colaboram nessa luta pelo direito à moradia.

A OCUPAÇÃO auxilia famílias em situação de iminente risco social. Assim, cria espaços onde seja possível sua reestruturação, fazendo o dever que o Estado não cumpre!

As ocupações seguem regras para que se possa ter uma boa convivência: o morador não pode entrar embriagado e nem usar drogas dentro da ocupação. Qualquer violência, seja física, verbal a adultos e crianças não é tolerada no interno da Ocupação.

A cozinha é comunitária para garantir uma boa alimentação aos mais necessitados. Em alguns prédios são montadas creches, bibliotecas, cinemas e projetos culturais desenvolvidos através de parcerias com empresas privadas e instituições públicas.